Galinhas 100% livres | Ovos Filippsen

Galinhas 100% livres


Ovos Filippsen

RIO GRANDE DO SUL TEM A PRIMEIRA GRANJA A BANIR A PRODUÇÃO DE OVOS DE GALINHAS CONFINADAS DO PAÍS

Compromisso anunciado hoje (04/10/2019) pela Ovos Filippsen de eliminar o uso de gaiolas é resultado de negociações lideradas pela organização internacional Animal Equality

 

A granja Ovos Filippsen anunciou na sexta-feira, dia 04/10/2019, Dia Internacional da Natureza e dos Animais, um compromisso de banir todas as gaiolas de sua produção ovos até o final de 2028. A decisão, que vai reduzir o sofrimento de milhares de aves, foi resultado de negociações conduzida pela Animal Equality, uma organização internacional de proteção animal.

“Temos um intenso trabalho junto a empresas do setor alimentício para que elas exijam de seus fornecedores que abandonem o uso de gaiolas para galinhas poedeiras e a Ovos Filippsen é a primeira produtora do país assumir esse compromisso”, diz disse Taís Toledo, Gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Animal Equality Brasil. Entre as empresas que se comprometeram a banir as gaiolas de suas cadeiras de fornecedores estão Carrefour, Zaffari, Walmart, Bauducco e Bunge.

A Filippsen está no mercado há mais de quatro décadas e é uma das maiores produtoras de ovos, comuns e especiais, do Rio Grande do Sul. A granja avícola aloja aproximadamente 250 mil aves e fornece para cerca de 1000 pontos de venda na região sul do país, incluindo redes de supermercado como Angeloni e Zaffari. 

A política da Granja Filippsen de migrar para um sistema 100% livre de gaiolas é uma tendência global das maiores empresas do setor alimentício. 

O uso de gaiolas para galinhas poedeiras é proibido ou está em fase de eliminação na União Europeia, Nova Zelândia, sete estados norte-americanos, Butão e Índia. 

"O confinamento das aves em gaiolas é uma prática desatualizada e cruel. Estudos mostram que as galinhas são criaturas sociais, sensíveis e muito inteligentes. No entanto, são forçadas a viver espremidas junto com outras aves em gaiolas, sem espaço para andar, ciscar, tomar banho de areia ou abrir suas asas.”, disse Taís Toledo. 

Essa tendência atende a demanda dos consumidores que têm se preocupado cada vez mais com a origem dos alimentos e a maneira que os animais são tratados.  Pesquisa realizada pela empresa Ipsos, em 2017, aponta que 71% dos brasileiros entendem ser inaceitável a compra de ovos produzidos com galinhas confinadas em gaiolas. 

"Quem nos acompanha e conhece nosso trabalho, sabe do nosso imenso amor e respeito pelo que fazemos. Por isso, escolhemos esta data tão importante e significativa para divulgar que assumimos o compromisso de, até o final de 2028, banir todas as gaiolas da nossa produção de ovos. Ou seja, seremos uma granja 100% galinhas livres de gaiolas!", disse Celso Filippsen, um dos donos da granja. 

 

Sobre a Animal Equality - Animal Equality é uma organização internacional de proteção de animais presente nos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália, Índia, México e Brasil.  A Animal Equality inspira pessoas no mundo todo a adotarem escolhas mais humanas e sensíveis em relação aos animais, e se dedica a defender animais criados para consumo por meio de projetos de educação, advocacy, relações corporativas e investigações.